terça-feira, 3 de novembro de 2015

FAKE

Fingia tudo tão perfeitamente.
A foto na internet só insinuava seu melhor ângulo. Os lábios bem pintados não ficavam tão sensuais quanto a silhueta distorcida, sabia exatamente como provocar.
E aqueles que a esperteza e inteligência é um dom maior. Aceitavam a provocação.
Conversas soltas, sempre através de um monitor. E o desejo aumentava com a imaginação.
Continuou a fingir. Sem mostrar a bunda, é fácil ser o que não se é.
Simulava um bom papo, a mulher que tudo quer e tudo sabe. Subestimavam sua inteligência, porque gostosas não pensam para aqueles internautas cafajestes.
Tão perfeita que as palavras convenciam. Na web cam o exibicionismo desses homens de alto apreço não a excitava, mas divirtia-se.
Submissão masculina não é um fetiche. Não para ela. A Deusa de tantos internautas. Com seus mistérios conquistou a confiança de cada um. Dissimulada, enquanto observava o exibicionismo deles pela tela, mandava a imagem diretamente para quem quisesse ver.
Arrumou os óculos pesados sobre os olhos, tomou uma garrafa de extrato de noz de cola e voltou para o balde de pipoca enquanto ajeitava sua gordura mórbida na cadeira.





                                                        Foto: Australian artist Kristy Milliken. 

                                                       Originalmente publicado em 24/10/2011

12 comentários:

  1. Rsrsr esta é a realidade nua e crua que se repete em frente a muitos monitores, Bjs

    ResponderExcluir
  2. Eu diria que é fácil ser o que não se é sem mostrar a bunda.

    Mas digo mais: deve ser muito difícil ser o que não se é. Não o "ser para os outros" mas ser sabendo que se é uma farsa, um personagem, e ter que ficar ali, sorrindo, fingindo que está tudo bem enquanto tudo desmorona por dentro. Deve ser muito difícil ser personagem o tempo todo.

    Maldita era em que nos vendemos todo o tempo e precisamos recorrer à propaganda enganosa.

    Boa reflexão, Patrícia. Escrita de outra forma pode até ir para o Beleza Alternativa!

    ResponderExcluir
  3. Vampea Dea: Foi de onde tirei inspiração. Vejo aquelas que se escondem atrás de monitores pq a auto-estima baixa ou essa sociedade que estipula padrões não a deixam ser ela mesma. Bjsss

    Maria: Muito dificil mesmo ser o que não se é o tempo todo. E minha briga é essa, ser peito e bunda de silicone parece que é a única coisa que interessa. Mas existe muito mais que isso. E mesmo quem mostra a cara, ainda assim corre o risco de estar fazendo propaganda enganosa! Internet é feita de personagens que nós mesmos criamos. Boa idéia para o Beleza Alternativa! Bjsssss

    ResponderExcluir
  4. Medo dessas pessoas... Gostei muito do texto, com frases simples vc montou um texto completo e rico em detalhes.

    ResponderExcluir
  5. Eu me amarro no que vc escreve. Seus contos tem o fascínio de dar personalidade a cada palavra, vida as frases e emoção real a cada ponto. Sempre terá pessoas covardes que preferem se esconder atrás de um pc, ao invés de usá-lo só para iniciar algo verdadeiro,afinal, nada se compara olho no olho, pele com pele!rsrs. Estou com saudade daqueles seus contos onde a sensualidade era a linha mestre e o sexo mostrado com elegância e um erotismo muito gostoso.Bjos Gataça!

    ResponderExcluir
  6. Raylsonbruno e Guto: Obrigada meninos! Bom ter vcs por aqui. Logo postarei mais contos. Bjssss

    ResponderExcluir
  7. Perfeito e verdadeiro! Muitas pessoas se escondem atrás dos monitores.

    Beijos e bom domingo.

    ResponderExcluir
  8. Eu conheço a verdadeira deusa dos internautas...

    ResponderExcluir
  9. Lady: Sempre bem-vinda, obrigada! Bjsss
    A C Rangel: Quem?

    ResponderExcluir
  10. caramba, acertou em cheio, rsrs ... conheço pessoas bem assim... genial Patrícia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita e comentário. Seja muito bem-vindo! Bjsss

      Excluir
    2. Obrigada pela visita e comentário. Seja muito bem-vindo! Bjsss

      Excluir