domingo, 20 de março de 2011

DE SALTO ALTO É MAIS GOSTOSO


Do salto mais alto arranquei lamentos admirados e melancólicos.
Nem a contemplação mais invejosa me fez tropeçar em meu exibicionismo.
Olhar de cima, por cima revelou-me quanto são pequenas as pessoas na grandeza.
Não me fiz extravagante, sou o que sou sem demora na ingenuidade. 
E a cada passo das alturas, me embriaguei com o vinho do "sapato"  tão falado!
Desde a loja outra cliente antecipou o alvoroço que eu causaria. Não havia quem não demorasse o olhar na loira de 2 metros de altura.
Para combinar fui presenteada com uma lingerie, a dupla estava formada e seria difícil separar. Talvez só pela força ou astúcia?

Mas só os homens mais audaciosos se submetem a prepotência de uma mulher.
Só os atrevidos ganham atenção e os persistentes reduzem o silêncio daquela que é poesia para poetas e musa para os demais.

Não foi o sapato que ensinou-me a ser, nem o salto mostrou-me quem sou. Na frieza da vida, tornei-me egoísta e quanto mais descobri das pessoas, mais gostei de mim.
Meu Id é sensualmente agressivo e o superego exímio na exigência, mas o ego equilibra tornando-me mulher! E só com muita personalidade para subir no salto, sem nunca descer e continuar mulher.
E depois de tanto causar, a sedução dando prazer aos sentidos seria com qualidade.
A lingerie já revelava o sexo que estava por vir.

Mas o corpo despido, de salto alto, provocou espasmos de orgasmos "nele" antes mesmo de ser tocado!

"De tão alta em seu extravagante salto olhava seus homens de cima para o chão. Uma forma de não se submeter? De dizer quem manda na relação?" MiKroPOESIAS inspirou-se depois de ver a foto do SAPATO

FOTO DE RICARDO AKAM, ACOMPANHE SEU TRABALHO PELO SITE FOTOGRAFIAS E PELO BLOGGER ARTE:SABER CONTAR HISTÓRIAS